INTEGRIDADE



Uma das maiores crises que o Brasil vive não é política, econômica, social, e nem mesmo pandêmica, é evidente que estas situações afetam diretamente a nossa vida causando grandes problemas, mas, existe uma crise que a sociedade enfrenta e que é prejudicial a todo ser humano é a crise de integridade, e em razão dela muitas outras se desencadeiam. A falta de integridade levam gestores públicos a desviarem recursos da mais variadas áreas prejudicando a vida de milhares de brasileiros, estamos cansados de ver a mídia divulgando por exemplo o descaso com que tratam a saúde pública, a educação e a segurança no Brasil. A falta de integridade de parte da classe política e de alguns setores empresariais da sociedade, levou o país a experimentar o maior escanda-lo de corrupção que resultou no desvio de bilhões de dólares dos cofres públicos prejudicando ainda mais a nossa economia já fragilizada, isto apurado e denunciado pela já extinta operação lava jato. Enfim ficaríamos horas falando de integridade na vida de gestores públicos, empresários, políticos e as consequências para a sociedade em geral, mas, não podemos falar desse assunto sem pensar na Igreja não como instituição, mas, como indivíduos como membros do corpo de Cristo que somos, infelizmente a falta de integridade daqueles que se dizem cristãos tem prejudicado o crescimento do reino de Deus. Quando leio a palavra de Deus me impressiona a vida de Daniel o jovem hebreu que foi exilado na Babilônia, mas que não se aculturou ao paganismo daquele povo, ao contrário se manteve integro em sua fé e temor a Deus, serviu no reinado de Nabucodonosor, de seu sucessor o rei Belsazar, e no reinado do Dario o medo, e em todo tempo não se encontrou falha no caráter de Daniel, ao ponto de seus opositores procurar uma falha na conduta dele e não encontrar, a única coisa que descobriram é que ele era um jovem de oração, e em razão disso, mesmo ameaçado de receber a pena capital de ser lançado na cova dos leões, manteve sua fé, seu temor e sua integridade, com risco da própria vida. Vivemos em um tempo em que muitas pessoas por pequenas coisas tem negociado os princípios e valores da sua fé, muitos levam uma vida integra enquanto lhes é conveniente, mas, se a situação fica difícil, se sofrem algumas pressões não resistem, na verdade são pessoas que vivem se adaptando ao meio em que vivem, mas Daniel não foi assim, o meio não o influenciou ele não perdeu sua integridade com as muitas oportunidades que teve de pecar contra o Senhor Deus, seu caráter era intocável, sua vida um exemplo de alguém que tinha temor a Deus e vivia em santidade, e isto foi reconhecido pela própria rainha, mãe do rei Belsazar, quando afirmou: “ Há no teu reino um homem que tem o espirito dos deuses santos” quanta necessidade existe hoje de homens íntegros como Daniel, que deem testemunho de sua fé em Cristo em quaisquer circunstâncias mesmo em prejuízo a si próprio, homens que sejam reconhecido e lembrados não por sua posição social, por seu dinheiro e fama, ou pior, pelos escândalos que se envolvem, mas lembrados como pessoas integras e cheias do Espirito de Deus, pessoas que na igreja, no trabalho, na universidade, na família e em qualquer lugar sejam luz e sal da terra, que sua maneira de ser e suas ações reflita a pessoa de Cristo. Nestes dias difíceis que estamos vivendo, que nada venha abalar nosso compromisso com os princípios e valores da nossa fé, porque infelizmente muitos em meio as lutas, aos sofrimentos deixam de ser íntegros diante de Deus, cedem as pressões e acabam dando um péssimo testemunho cristão. Não nos esqueçamos o Senhor Jesus está voltando, e Ele vem buscar um povo cuja vida em todas as áreas tem sido um exemplo de integridade e de santidade, um povo que faz diferença e que resplandece como luzeiro em meio as densas trevas deste mundo perdido. Deus vos abençoe hoje e sempre.


Por Pr Célio Henrique